Colírios durante o exame
Colírios dilatadores são usados para dilatar ou alargar a pupila do olho, permitindo que o oftalmologista examine o interior de seu olho. Tais colírios às vezes borram a visão por um determinado tempo, variando de pessoa para pessoa e podem fazer com que a luminosidade incomode. Não é possível que seu oftalmologista preveja o quanto sua visão ficará assim. Sair dirigindo, por exemplo, após o exame, não é recomendável.

Os olhos das crianças geralmente são dilatados para ajudar a medir o grau dos óculos. Raramente o remédio causa efeitos colaterais – como febre, náusea, agitação, rubor ou sonolência. Erupções na pele talvez possam ocorrer. Se notar qualquer um destes sintomas, avise seu oftalmologista.

Colírios anestésicos tiram a dor e deixam os olhos dormentes por alguns segundos. Eles podem ser um milagre para pacientes com um arranhão nos olhos, devem ser usadas somente no consultório e nunca em casa. Seu uso repetido pode fazer mal à superfície do olho e causar sérias cicatrizes.

Colírios sem receita médica
Muitos colírios são adquiridos sem receita médica. Contudo é importante lembrar que mesmo que você possa comprá-los em qualquer balcão, esses colírios ainda assim contêm medicamentos. Eles devem ser usados de acordo com a orientação de seu médico e as orientações da bula. Esteja ciente que também podem causar alergias.

Gotas de lágrimas artificiais são soluções lubrificantes de grande ajuda para olhos irritados. Podem ser usadas quando necessário.

Colírios descongestionantes contêm um medicamento que clareia os olhos por contração de vasos sanguíneos. Mesmo que não melhore a saúde dos olhos, esses colírios podem aliviar sintomas e melhorar a aparência do olho tornando-o menos vermelho. Eles são inofensivos quando não usados com frequência. Mas, se usados a toda hora, seus olhos podem realmente ficar mais vermelhos e irritados quando parar de pingá-los. Existem também os colírios antialérgicos para os mais variados tipos de alergia.

Colírios com receita médica
Colírios de esteróide (corticóides) são extremamente potentes e devem ser usados somente sob orientação do seu oftalmologista. Usá-los sem o conhecimento de seu médico pode ser muito perigoso. Enquanto esses colírios são usados, a capacidade de seus olhos de lutar contra infecções e reparar danos é reduzida. O uso prolongado pode levar à redução da visão por glaucoma ou catarata. Apesar dos riscos, os benefícios do uso de esteróides são importantes no tratamento de certos problemas, devendo ser receitados.

Colírios que tratem de infecção devem ser receitados por seu oftalmologista quando ele achar que seus olhos responderão a essa medicação. Todos os olhos que ficam “vermelhos” ou “róseos” não representam necessariamente sinal de infecção. Um único tipo de medicamento não será eficaz contra todos os tipos de infecção, algumas não poderão ser tratadas com um único colírio. Você deve notar melhora em seu estado dentro de alguns dias. Se suas condições piorarem enquanto estiver usando o colírio, avise seu oftalmologista, pois a infecção deve estar resistindo ao colírio ou você deve estar desenvolvendo uma reação alérgica à medicação.

Colírios que tratam glaucoma
Servem para diminuir a pressão dentro do olho. O glaucoma normalmente é causado por pressão aumentada dentro do globo ocular tornando-se muito alta para a saúde do olho. Algumas medicações diminuem a formação de fluido dentro do olho, enquanto outros aumentam a drenagem externa. Todos esses colírios têm chances de efeitos colaterais, mas alguns efeitos como pupilas reduzidas ou visão borrada, devem ser tolerados devido à grande necessidade da medicação para o tratamento de glaucoma.

Como pingar colírios
Pingar colírios nos olhos parece difícil inicialmente, mas se torna fácil com a prática.

1 – Incline sua cabeça para trás.
Abra sua pálpebra inferior com o dedo indicador de maneira que forme um “saco”.

2 – Pince a pálpebra para fora com os dedos polegar e indicador. Deixe cair a gota no “saco” sem tocar no olho ou pálpebra (para evitar contaminação do frasco de remédio).

3 – Feche os olhos (não pisque) e pressione o ponto onde a pálpebra encontra o nariz. Aguarde por 2 a 3 minutos.

4 – Antes de abrir os olhos limpe com papel absorvente as lágrimas ou gotas restantes.

Se precisar de mais um tipo de colírio ao mesmo tempo, aguarde 15 minutos antes de pingá-lo.

Caso tenha dúvidas converse com seu oftalmologista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *