busca:  

São Paulo, 20 de abril de 2014.


Matérias

 8/junho/2005
Principais problemas oculares na infância
Por que uma criança precisa de óculos?
Principais problemas oculares na infância Óculos para crianças

Por que uma criança precisa de óculos?

Crianças podem precisar de óculos por vários motivos - alguns deles diferentes dos problemas adultos. Considerando que a visão da criança está em desenvolvimento, principalmente nos primeiros 5 ou 6 anos de vida, o uso de óculos pode representar um papel fundamental para garantir um desenvolvimento normal da visão infantil. As principais razões que uma criança pode precisar de óculos são:

- Melhorar a visão para que a criança se adapte melhor ao seu meio
- Ajudar a corrigir estrabismo
- Ajudar a fortalecer o músculo ocular (ambliopia ou olhos preguiçosos). Isso pode acontecer quando há uma diferença de prescrição entre 2 olhos. Por exemplo, um olho pode ser normal enquanto o outro pode necessitar do uso de oculos, devido a problemas como hipermetropia, miopia ou astigmatismo.
- Proteger um dos olhos caso o outro apresente visão fraca.

Como fazer a avaliação para uso de óculos, especialmente em crianças e recém nascidos?

O oftalmologista detecta a necessidade de óculos através de um exame ocular completo. Normalmente, as pupilas são dilatadas para que os músculos focados relaxem e permitam uma correta avaliação. Através de um instrumento especial chamado retinoscópio, o médico pode chegar à uma preescrição exata. O oftalmologista alertará os pais sobre a necessidade do uso de óculos ou se apenas precisará de acompanhamento.

Quais os tipos de erros de refração (necessidade de óculos) que podem afetar as crianças?

Há 4 tipos básicos de erros refrativos:

1. Miopia

A visão à distância é embaçada, mas enxerga-se normalmente de perto. Isso ocorre mais frequentemente na fase escolar, mas algumas crianças menores também podem ser afetadas. A prescrição de óculos para miopia é indicada com um sinal de "menos" antes do grau (ex: -2.00). Se a miopia for baixa, uma opção é incentivar a criança a sentar-se nas primeiras fileiras da sala de aula, para que não force tanto sua visão.

2. Hipermetropia

A maioria das crianças podem apresentar hipermetropia logo nos primeiros anos de vida, o que é normal, e não necessitam de tratamento. Elas podem exercitar os próprios músculos oculares para focalizar e melhorar a visão tanto para perto como para longe. Óculos raramente são necessários se a hipermetropia for menor que +1 ou mesmo +2. Em índices maiores, os músculos de focalização podem não ser capazes de manter a visão clara. Como consequência, problemas como olhos cruzados, visão borrada ou desconforto poderão se desenvolver. A prescrição de óculos para hipermetropia é indicada atraves de um sinal de "mais" (ex.: +3.00).

3. Astigmatismo

O astigmatismo é causado pela diferença da curvatura da superfície ocular. Ao invés de apresentar a forma de uma esfera perfeita (como uma bola de basquete), o olho apresenta uma grande curva em um dos eixos (como uma bola de futebol). Se seu filho tem um grau de astigmatismo significante, pequenos detalhes podem lhe parecer borrados ou distorcidos. Óculos prescritos para astigmatismo têm mais força em uma direção de lente do que na oposta. A prescrição para astigmatismo apresenta vários números, algo semelhante a: -2.00 +2.50 x 90

4. Anisometropia

Algumas crianças podem apresentar diferentes prescrições em cada olho. Isso pode acarretar em uma doença chamada ambliopia, na qual a visão em um dos olhos não se desenvolve normalmente. Óculos (e às vezes, tampões) são necessários para assegurar que cada olho possa enxergar claramente.

Como faço para que meu filho use óculos?

Essa é uma dúvida que muitos pais têm, especialmente quando a criança é recém nascida ou está começando a andar. A melhor resposta é que a maioria das crianças que realmente precisam de óculos usarão sem problemas e contentes, pois fará muita diferença em suas visões. No começo, algumas crianças poderão mostrar certa resistência, mas é preciso que os pais o incentivem. Crianças que estão começando a andar poderão usar os óculos somente quando estiverem de bom humor e rejeitá-los quando não estiverem. Comprar uma armação adequada em uma ótica especializada em óculos infantis também é muito importante. Uma boa armação deve ser confortável e centralizar os olhos no meio da lente. Ela deve ter o tamanho adequado à idade atual da criança. As lentes de policarbonato proporcionam a melhor proteção para seu filho, porque o material é mais resistente. Há muitas armações infantis com aros que se ajustam confortavelmente às orelhas.

É durante a fase escolar que pais e filhos deverão prestar atenção na necessidade do uso de óculos. Algumas crianças apresentarão pequenos erros refrativos que não exigirão o uso de óculos, enquanto que outras poderão reclamar sobre as dificuldades na sala de aula. A maioria das crianças que têm dificuldades com leitura não necessitam de óculos, mas isso só poderá ser diagnosticado com um completo exame ocular.

Meu filho precisa de lentes bifocais?

Crianças raramente precisam de bifocais. Ocasionalmente, crianças que apresentam olhos cruzados (esotropia) poderão precisar dessas lentes para ajudar no controle. Crianças que fizeram cirurgia de catarata também podem precisar tanto de bifocais como de óculos para leitura.

O uso de óculos criará dependência ou piorará a visão de meu filho?

Não, na verdade acontecerá o contrário. Se a crinaça não usar óculos, o desenvolvimento da visão normal poderá ser comprometido.

Créditos: American Association for Pediatric Ophthalmology and Strabismus


31/maio
Dr. Marcelo Cunha na revista '29HORAS'


13/fevereiro
Prestígio brasileiro


06/maio
Cataract cause discovered


05/maio
Gene therapy treatment works for inherited blindness


Arquivo de Notícias